06 abril 2006

266-Blog
Blog ou não blog? Blogar ou não blogar? Dia desses, recebo mensagem educada de leitor nosso sugerindo que se criasse um BLOG para este nosso site COISA DE GORDO. As vantagens são inúmeras - ele me explicou. Mais agilidade no envio e postagem de mensagens. Mais agilidade nas respostas. Mudanças, enfim.
Fiquei com aquilo na cabeça. Blogar ou não blogar? O BLOG, você sabe, é uma espécie de diário, uma rede de contatos onde são criados grupos por afinidade.
Por exemplo, um cara vai lá e cria, do nada, um grupo dos que acham que os deputados federais são uns canalhas. A partir daí ele atrai para esta página contatos e leitores que coadunem dessa idéia. Os textos são publicados de acordo com o envio por parte deste que criou a coisa. Mas as respostas e comentários podem vir de qualquer lado.
O mesmo vale para fotos. A gente publica imagens, comenta, aguarda opiniões.
Por curiosidade, fui até a página sugerida pelo tal leitor ( http://www.blogger.com/start ) onde então, engatinhando, comecei a criar um blog. Primeiro tropeço: - ao tentar colocar a expressão COISA DE GORDO como login....OPS....já tinha alguém de dono da expressão. Tentei então a mesma coisa, apenas colocando hífens entre as palavras (COISA-DE-GORDO) e dessa vez o sistema aceitou. Mas quem será esse que já usa o "coisa de gordo" no blogspot? Dei uma rápida lida e trata-se de um gordo carioca, que se assina Corlindo, e que escreve naquele dialeto internetiquês (naum, bjos...e outras abreviações). Corlindo, vejam só.
Desprendido, prossegui e enfim criei um BLOG. Pronto, nosso leitor Ivens conseguiu seu intento, levar-me para o mundo do Blogspot. O endereço correto, portanto, é http://coisa-de-gordo.blogspot.com/ , assim mesmo com os tracinhos entre as letras, grudadinhos. Fiz algumas experiências, coloquei o texto da semana passada, depois coloquei aquela imagem com a pequena historinha. E passei e entender como funciona o blog. É como um diário, onde os textos novos vão empurrando os mais antigos para baixo. Logo que você acessa a página, está o mais recente. Se for olhar mais embaixo, aparecem os anteriores.
Fica agora essa dúvida. Migrar ou não para o blog? Manter os dois é mais trabalhoso. O caminho deve ser escolher um deles. Meu webmaster, Geovanni, disse-me que qualquer um será bom. É só escolher.
Trago a você, portanto, caro leitor, tal dúvida. Blogar ou não blogar? Mantenho os textos aqui nesse site COISA DE GORDO apenas? Ou damos uma variadinha, indo para o blog?
Fico no aguardo de sugestões. E ainda mais! Tentarei acrescentar aqui ao lado, uma enquete. Para que você vote dando sua opinião.
Silvano - o impossível - sempre incomodando os outros...

PALAVRA DAS LEITORAS
Boa tarde Silvano! Espero que estejas bem nesse teu lindo Rio Grande do Sul! Também adoro caqui mas nunca ouvi falar cáqui, achei a maior graça. Você já comeu salada de alface com caqui e abacaxi com molho Wolf? Vai a dica: alface americana picada, pedaços de abacaxi doce e fatias de caqui maduro, mas firme. Temos aqui o Rama forte que é macio, mas tem consistência firme, não sei se tem aí. Mas se for do mole use quando estiver bem firme. Regue com um molho feito com creme de leite, suco de laranja, azeite, sal. Misture e sirva sobre a salada e para ficar pior polvilhe com nozes picadas. Muitas vezes eu ponho manga fatiada também. Experimente! Depois me diga. Abraços.
Claudete - de Jundiaí - SP - dando água na boca da gurizada

Amigo Silvano! Sou leitora assídua de "coisa de gordo", mas é claro que não freqüento nem 10% dos lugares gastronômicos que você. Mas a churrascaria NA BRASA eu já tive o privilégio de "churrasquear" lá várias vezes, e posso te afirmar dentre as que você citou e as que eu já fui esta é a melhor de todas. Vale a pena você deixar de lado outras rotas gastronômicas e passar por lá. Com certeza não te arrependerás. Beijos.
Sonia - de Santo Antônio - opinando sobre as carnes da capital gaúcha

UMA DÚVIDA GRAMATICAL....
Cáqui? Ou caqui? Paroxítona ou oxítona? A Claudete e os paulistas pelo jeito acham que é caqui. Nós do sul achamos que é cáqui. Fui ao dicionário e levei chinelada! Diz que CÁQUI é uma espécie de brim da cor de barro, usado principalmente nos fardamentos militares. E abaixo diz que CAQUI é o fruto do caquizeiro. Buá...buá. ...essa eu perdi. Valeu, Claudete! Meus parabéns! Mas que é difícil falar caqui, isso é.

1 comentários:

Claudete disse...

Oi amigo,primeiro quero te dizer que fiquei muito honrada em participar do seu primeiro post.
Também quero te dizer que no caqui o mais importante não é a pronúncia e sim o sabor.Portanto como fã ardorosa do caqui quero te informar que está sendo realizada a Festa do Caqui em Itatiba,cidade vizinha a Jundiai em São Paulo.
Silvano,parabéns pelo blog ,que ele lhe dê muitas alegrias.
Um abraço
Claudete