18 outubro 2006

Coisa de Gordo - 294

294-Coração Gordo
Comer Coração de Galinha faz parte do costume de todos que conheço, trata-se de uma pequena gostosura imperdível em meio a churrascos, galetos e outras coisas assadas na brasa! O que me surpreendeu é um fato que me passava despercebido até então. A grande quantidade de gordura existente no coração galináceo.
A coisa veio meio que num acaso. Estávamos em Rio Grande e o Samir, que por lá nos recebia, pôs-se a preparar o churrasco daquele domingo. Observei-o entretido em tarefa minuciosa, na qual ele, com uma pequena faca, removia a gordura dos pequenos corações que comeríamos dali a minutos. Achei um certo purismo de parte dele, imagina...remover gordura de coração de frango! É tão pouquinho! Quanta coisa mais importante que se deixa de fazer, agora vem essa história de tirar a gordura daqueles pequenos trocinhos.
As semanas passaram, já em ambiente doméstico, desta vez era eu que me aventurava na boca da churrasqueira. Na hora de preparar os corações, o meu Guri pulou e disse que tinha que tirar a gordura deles! O quê? De novo? Tudo bem, então pode tirar!
Mais uma vez comemos os coraçõezinhos assados, deliciosos, e é interessante destacar isso. A remoção da gordura externa não afeta o gosto dos corações, eles continuam gostosos do mesmo jeito!
Mais recentemente, estava dessa vez sozinho no preparo e então lembrei do ritual. Munido de faca bem afiada, passei a limpar os corações daqueles frangos, imaginando que para estarem assim, tão carregados de gordura, os tais frangos que forneceram as peças deviam estar bem acima do peso! Sim, eram frangos obesos, pelo jeito. Nada de caminhada ao cair da tarde ou aulas de hidroginástica no laguinho da propriedade! Imagino que eles ficavam o dia todo se atracando em latas e latas de milho e ração, levando ainda um pouquinho da bóia debaixo das asas para poderem comer de noite, no poleiro. Esses frangos!!...
Ao proceder tal ato de assepsia, percebi que a quantia de gordura que iria fora era grande. Digo a você que quase chegava a ser assustadora! Como pode? – interroguei-me. Tanta gordura em apenas 500g de carne! Comecei a juntar os detritos gordurosos e, apavorado, via ajuntar-se na pia uma enorme quantidade de gordura!
Desde esse momento aderi completamente ao novo ritual. Agora entendo o Samir e depois o Guri que quis fazer igual. É vergonhoso, gente! É escandaloso. Eu estava preparando uma pequena bandejinha, dessas de Supermercado, o peso líquido da etiqueta era de apenas 500g. E saiu um monte de gordura. Que por certo iria se alojar ali, nas nossas artérias e corações!
Dedique-se, portanto, a este novo ritual, esse cuidado alimentício. Vale a pena! Vou colocar aqui abaixo, na Imagem da Semana, a foto do que saiu de apenas 500g de corações! Assustador! E dizer que isso ia ser consumido! Que horror!
Não se admire se, em algum tempo, uma das empresas (Perdigão, Sadia, Frangosul, etc..) lançar embalagens de coraçõezinhos devidamente “desengordurados”. Claro que o preço deve ser salgado. Mas a idéia está lançada!
Silvano – pelo jeito, com falta do que fazer



SOBRE O YOUTUBE
Seguindo dica de toda a mídia eletrônica que se alvoroçou ao redor do site Youtube, fomos lá para navegar. Vídeos e mais vídeos, opções e mais opções. Mas aí esbarrei numa dificuldade. Tinha assitido a um impagável vídeo chamado “A história de John Clever”, um sketch apresentado no Programa do Jô Soares. Hilário, engraçado, divertido. Fui tentar assistir no dia seguinte, para mostrar em casa, e não houve jeito. O troço leva um tempão para “baixar”, tranca no meio, uma droga. Ora, tenho conexão ADSL, minha máquina é relativamente nova, era para dar certo. Fiquei intrigado. Que negócio da China é esse que tranca na primeira tentativa do usuário acessar? A pessoa tenta uma, duas vezes....trancou?....Nunca mais volta ao site! Vai procurar outro que funcione! E, no entanto, o tal Youtube foi vendido dia desses para o Google por milhões e não sei quantos mil dólares. Fortuna! Não entendi!



PALAVRA DO LEITOR
Grande Silvano, ou melhor, gordo Marques!!! Sou seu leitor assíduo da coluna das "coisas de gordo" ... me divirto prá burro a cada semana. Quem diria.... de baleiro batucador de samba com caneta e caderno viraste um grande colunista. Fico feliz em ver o amigo soltar a veia artística. Fonseca – da Nokia – rasgando seda ao colunista



PALAVRA DO LEITOR (ainda sobre educação dos filhos)
Eu sempre disse que se tu não surrar os filhos, os “brigadianos”(PMs) surram depois. Na real nunca surrei, estão grandes, e nem os brigadianos precisaram. Mas fui duro e eles não faziam tudo o que queriam como agora. Acho que agora mudaria para: se tu não educar, o traficante educa. Abraço e continue escrevendo os apetitosos, sob todos os aspectos, textos, daqui do blog Coisa de Gordo – IVENS - contribuindo com nossa campanha para educar a gurizada



19/10/2006

1 comentários:

Thiago disse...

Silvano, sobre o YOUTUBE: quando eu acesso um vídeo que me agrada, após carregar eu adiciono aos meus favoritos (do internet explorer, não do youtube). Assim, quando acesso de novo, já está carregado, é só assistir. Isso funcionou na grande maioria dos casos, talvez você tenha dado azar em um caso pontual. Abraço, Thiago