29 novembro 2006

Coisa de Gordo - 300

300-Faz Tempo...
.....muito tempo, que eu estou longe de casa e nessas ilhas cheias de distância o meu blusão de couro se estragou. Esse verso da canção do Belchior, coisa lá de anos 70 ou 80, abre o texto de hoje não por acaso. É que faz tempo que você, leitor, me agüenta nas suas quintas-feiras. Sim, chegamos ao número trezentos dessa série COISA DE GORDO.
Tudo começou na Primavera do ano de 2000. Fomos ao Shopping Praia de Belas, lá provamos um sorvete na “Gelatteria Parmalat”, o sabor era DOCE DE LEITE COM COCO. Fui nostalgicamente ao site antigo, onde estão todas as colunas escritas até hoje, para reler o texto inaugural! Achei engraçado, espirituoso, mal sabia eu que ali estava se delineando o primeiro passo de uma longa e divertida caminhada.
Redigi o texto, descompromissadamente, e fui enviar para algumas pessoas. Um pequeno grupo de amigos, conhecidos, colegas. Ao colocar título na mensagem do Outlook escrevi “Coisa de Gordo”. Aquela primeira mensagem fez um sucesso inesperado, vários dos contatos responderam positivamente, alegando terem gostado do que leram.
Dias depois...outro texto. E aí, por óbvio, lasquei “Coisa de Gordo – 02”. Estava dada a largada. Pois hoje, justo hoje, adentramos as portas das três centenas! Quem diria que uma coisa tão singela chegaria tão longe? Quem poderia imaginar? A Gelatteria Parmalat já fechou, mas a série COISA DE GORDO continua!
Os textos se avolumando, fez-se necessário colocar tudo na internet para que as pessoas pudessem acessar textos anteriores. Com a ajuda inestimável de nosso webmaster GEOVANNI BERTACO, inauguramos o primeiro site no portal hpg (Home Page Gratuita). O Geovanni arrumou tudo, escolhemos as cores, ele bolou os Menus laterais que organizaram as Crônicas de 50 em 50. E outras coisas mais. O tempo passou e o HPG complicou. Saímos.
Por orientação dele, de novo, migramos para o VILABOL, um novo hospedador de sites gratuitos, onde estamos até hoje. O provedor é ótimo, não tenho queixas, a página está bem legal!
Até que surgiu o BLOG. Meses atrás, um leitor (IVENS) me mandou um email comentando que se eu gostava de publicar no site, muito mais eu acharia do BLOG. É bem mais fácil, mais dinâmico, mais ágil.... tudo isso ele escreveu. Convidou-me a dar uma olhada no blog dele, olhei, achei legal. Por que não? – pensei.
Pela primeira vez sozinho, tateando, montei o meu próprio BLOG, este que você, leitor(a), lê no dia de hoje! Um erro aqui, um acerto ali, até que estou me virando. E com isso dei uma folga prô Geovanni, que se viu livre de minhas incomodações anteriores.
Olho para trás, admirado, e vejo que, juntos, chegamos ao número 300! Parabéns, amigo(a) leitor (a), você de fato é persistente! Olha que são cerca de 300 semanas lendo abobrinhas, cultura inútil, gostosuras, Leite Condensado e Coca-light. Você tem fibra, tem nervos de aço, como diria o Lupicínio.
Nosso leitor James já me enviara mensagem algumas semanas atrás, convocando-me para que organizasse uma “Festa dos 300”, algo assim. Que teria que se dar numa Pizzaria, ou similar! Estamos estudando, James. Estamos estudando!
Só por curiosidade, dê uma clicadinha nesse menu aqui ao lado direito onde diz “Visite o site antigo”, vá lá e acesse a primeira crônica. Sim, ela está lá, impávida, antiga, senhora de si! Tenho certeza que ao terminar a leitura, você vai sacudir a cabeça, e pensar: - O tempo passa, a vida anda e esse Silvano continua a mesma coisa! Posso até concordar com você, mas plagiando o Bamerindus, completo a frase dizendo.... “e continuo numa boa!!”
Valeu, amigo(a)!
Silvano – o impossível


A PARTIR DE AGORA, SÓ NO BLOG
Assim, estarei encerrando uma fase. A partir de agora, os textos vão ser atualizados apenas no BLOG. O site antigo permanecerá como um local de visitas, uma espécie de museu. Todas as trezentas crônicas ficarão lá disponíveis para leitura. Mas o dia-a-dia estará aqui no blog. Claro que se um dia o dono dessa coisa der para trás, a gente busca outros caminhos.


IA FALAR EM DIETA, NÉ??...
Mas hoje a pauta já estourou. Fica para uma próxima!


PALAVRA DO LEITOR SOBRE O AMIGO-SECRETO
Cara, tenho o mesmo pensamento. Não suporto esta histeria comercial que envolvem estas datas. Se tu não deres alguma coisa pra alguém, te taxam de insensível, antipático ou algo que o valha. Eu dei um basta há mais tempo, foi uma briga nos primeiros anos, principalmente no primeiro. Mas passou. Agora todos me entendem. Se eles quiserem continuar a se estressar no transito, ir a shopping, gastar feito loucos e loucas, estejam a vontade. É isso. Um abração e um Bom Natal e boa passagem de ano. Betho – de Porto Alegre – dando força ao que escrevi semana passada


NOTÍCIAS DO DR VINÍCIUS?
Calma, nosso enviado à Colômbia está vivo, lúcido, orientado e coerente, apresenta mucosas úmidas e coradas e sinais vitais estáveis. Estou recebendo um boletim dele hoje de noite e tão logo eu processe a foto do prato que ele enviou, fique ligado que porei no ar!


30/11/2006

1 comentários:

Lana disse...

Olá!

Minha sobremesa preferida: sorvete. As demais guloseimas, até dispenso, mas o sorvete pra mim é {paixão} mesmo. Eu tomo que kg. ehehheheh

{{{{shalom}}}}}