10 fevereiro 2007

Sobre a Cirurgia de Redução de Estômago - 2

Recebemos comentários de leitora sobre o relato de nosso prezado HAMILTON, paciente que fez redução de estômago faz 1 ano. Estou colocando aqui abaixo o comentário da leitora (CLAUDETE - de Jundiaí-SP) e já incluo a tréplica do próprio Hamilton, sobre o que ela falou. Dinâmico este BLOG, hein?
Silvano - sempre aprontando


Olá, Silvano!Muito bom esse moço ter emagrecido tanto!Mas você notou a tristeza que passa através das palavras? Conheço várias pessoas que operaram e emagreceram, mas não estão contentes, parece faltar alguma coisa. Um rapaz outro dia falou que em festas e comemorações ele nem ia mais, não podia comer o que queria e então perdia a graça! Penso que por melhor que se trabalhe a cabeçaa de um gordo ou ex-gordo, ainda não conseguiram mudar muita coisa! Eu tenho vários kilos a mais, mas com um bom regime emagreço e depois engordo, sabe aquela sanfona? Mas não tenho peso suficiente para fazer essa cirurgia e acho que mesmo que tivesse teria medo de operar. (...) Abraços. Claudete


Caros leitores de Coisa de Gordo:
O problema todo é a cabeça de gordo, que não tem cura, não tem cirurgia, terapia, xenical, haldol ou lexotam que resolva ou acalme. A cirurgia é assumir o seu fracasso pessoal, a incapacidade de emagrecer voluntariamente. Eu mesmo enganei por três anos seguidos os Vigilantes do peso, emagrecendo 60 quilos, e recuperando mais, em metade do tempo. Enganei a mim mesmo. Então, é obvio quando falo dos resultados cirúrgicos, há um quê de nostalgia, dos tempos de 32 pedaços de pizza na saudosa Pizzaria Chuca. Dos espetos corridos. O gordo é um ser anárquico, e agora e tenho de ser metódico e organizado, comer de 4 em 4 horas, horário para tomar líquido, vitaminas. Acordo domingo para tomar café até as 8 e volto para cama, para poder almoçar as 12-13 horas. Qual gordo que se preze faz isso? Não, fazer a cirurgia é uma proposta radical de mudança de vida, que a obesidade, incapacidade de emagrecer e a perspectiva de vida te exigem. Perspectiva de vida, essa, agora melhorou, fiz a cirurgia antes que meu coração desse de si. Hoje, eu entro no elevador lotado e não sinto culpa. Semana passada, ganhei uma camisa GG, dia seguinte fui trocá-la, por uma P!! Estas coisas, aos poucos, talvez operem a minha cabeça gorda. E dou razão a equipe da Ulbra que me operou, colocando o psicólogo e psiquiatra na proa do tratamento pré e pós operatório. Era isso... abraços. Hamilton


Olá Silvano,Hamilton e leitores! Adorei o comentário do Hamilton, ele sabe as limitações da cirurgia e está ciente dos prós e contras. Ele pelo jeito achou o seu melhor caminho quando percebeu que sabotava as dietas e não conseguia manter o peso. É uma pena que nem todos tenham essa conscientização, já vi pessoas que fizeram essa cirurgia, perderam bastante peso e depois recuperaram tudo! Eu estou com 15 kilos a mais e de dieta novamente, o problema é que não consigo manter, quando chego no meu peso certo, começo a comer tudo que gosto e aí recupero. Mas adoro comer e também cozinhar, e é bem dificil quando se cozinha de tudo, fazer dieta e ficar olhando os outros comerem,rsrsrsrs. Hamilton, estou na torcida para que você seja muito bem sucedido! Abraços pessoal Claudete

3 comentários:

Liliam disse...

Ainda não me resolvi se sou contra ou a favor da cirurgia!!! Estou novamente tentando emagrecer...preciso diminuir entre 40 e 50 kl, mas ainda não me sinto encorajada a fazer uma cirurgia! Ouvi o relato do Hamilton, bah achei tri! Jóia.....senti pontinha de inveja.....mas tenho medo! O processo ao que me parece não é fácil.....mas entre fatos e relatos, e muita bisbilhotagem em orkut, me ví numa comunidade q se chama SOS Obesidade mórbida...entrei na tal comunidade, e conversei via msn com uma moça...26 anos, 1,60 e 127 kl, que está esperando pela cirurgia pelo SUS.....ela me disse uma coisa que me fez pensar: Ela disse: NÃO QUERO PASSAR FOME, QUERO NÃO SENTIR FOME! Acho que esse é o sonho de todo gordo....mas será a cirurgia a única saída?
Sei lá......vou continuar tentando......com dieta!!!!!
To empolgada dessa vez! Faz uma semana que comecei, acompanhada de endocrinologista e muita força de vontade!
Torçam por mim!!!

Milena disse...

Ola, bom fiz a cirurgia de redução de estomago a 4 meses e ja eliminei 28 kilos, estou me sentindo uma outr mulher e olh queainda tenho que perder mais 22 kilos eu tnho 1,70 e pesava 116 kilos. A cirurgia o pós no e façil , mas com uma cabeça boa e muita força de vontade a gent consegue.Vou a festas e nunca me senti mal, o prazer é vc se olhar no espelho e se AMAR!!

Anônimo disse...

Ola , bom gotaria de fazer redução pois eu ja tentei fazer de tudo para emagrecerm e não consigo. Minha alta estima está lá embaixo me sinto feia, tenho 22 anos 1,65 de altura e 101 kilos é orivel a sensação de ser "diferente" gostaria muito de poder entrar em uma loja gostar de uma roupa e poder levar porque me serviu pode parecer futil da minha parte mas é assim que me sinto. Também tenho um problema de não poder engravidar pois não tenho ovarios pois com 15 anos precisei tirar e hoje a unica possibilidade que tenho para realizar o sonho de ser mãe é fazendo insiminação e tenho medo que por ser obesa isso possa prejudicar o meu utero e todos meus sonhos se acabem porque não fui capaz de emagrecer.